segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Um semeia o outro ceifa



"E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem.
Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa.
Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho”( João 4: 36-38).



Às vezes falamos de Jesus para as pessoas, e pela forma que elas nos ouvem, julgamos que estão receptivas ou não à Palavra. É possível observarmos isso no momento, como falo sobre esse assunto no tópico: “Medindo o nível de interesse do ouvinte”. Mas isso é no momento, tem pessoas que estão interessadas no Evangelho mas depois desistem, têm também aquelas que no momento não pensam em se converter mas a Palavra fica me seus corações gerando fruto até mesmo depois de muitos anos. Muitas vezes a palavra que falamos para uma pessoa hoje, pode ser completada por outro cristão anos depois levando a pessoa a entender a mensagem do evangelho.

O ganhador de almas precisa compreender que Deus está agindo através de seu trabalho na obra. Os frutos nem sempre são imediatos, e nunca sabemos exatamente quais pessoas que evangelizamos vão decidir se converter.

A obra de Deus é algo muito complexo, como está escrito em Isaías:
“Os meus caminhos não são os vossos caminhos, os meus pensamentos não são os vossos pensamentos”.
O que precisamos fazer é evangelizar sem a ilusão de que muitas pessoas se converterão naquele momento. É claro que isso pode ocorrer, mas nem sempre é assim. Mas uma coisa é fato, a Palavra de Deus nunca é infrutífera, ela sempre vai causar um impacto nas pessoas.
Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.” ( I Corintios 15:58)
“Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.
Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come,
Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” ( Isaías 55:9-11).

2 comentários:

  1. boa irmão muita sabedoria a sua deus te abençoe

    ResponderExcluir
  2. amém aluluias,que palavras tremenda,JESUS lhe abençoe e te guarde!

    ResponderExcluir